Nitpress publica discurso histórico de Horácio Pacheco

Capa do livro "Presença da cultura fluminense"

Capa do livro "Presença da cultura fluminense"

Em 1975, às vésperas da fusão dos estados do Rio e da Guanabara, o professor e acadêmico Horácio Pacheco proferiu um discurso histórico na sede da Academia Fluminense de Letras, estabelecendo um inventário da cultura fluminense, exatamente dois dias antes da consumação da mudança imposta às duas unidades federativas pelo regime militar de 64. Publicado logo em seguida pelo antigo Instituto Niteroiense de Desenvolvimento Cultural, Presença da cultura fluminense ganha, agora, uma nova edição proposta pela editora Nitpress para comemorar os 95 anos da AFL. Nesta apresentação atual, com organização e prefácio de R. S. Kahlmeyer-Metens e posfácio de Waldenir de Bragança, o livro reaparece em formato de bolso, com 48 páginas. O opúsculo é obra de referência fundamental para professores, estudantes e todos aqueles que valorizam a memória e a identidade fluminense.